As melhores cidades serranas de São Paulo e do Rio de Janeiro

1 – Cunha

É muito provável que você tenha visto recentemente no Instagram alguém posando em meio ao Lavandário (e não, não era na Provence). O campo florido de tons lilás caiu recentemente no gosto dos turistas e virou cartão-postal dessa pequena cidade encravada entre as serras da Bocaina e do Mar, na divisa do Rio com São Paulo.

Ao contrário de outras cidades serranas, as principais atrações de Cunha, como restaurantes e as famosas lojas de cerâmica noborigama, não se concentram em um centrinho, mas sim ao longo da bela estrada Cunha-Paraty.

Para os mais aventureiros, há boas opções de trilhas pelo Parque Estadual da Serra do Mar, com direito a cachoeiras, rios e muita mata nativa. Ponto mais cobiçado, a Pedra da Macela, a 1.840 metros de altitude, pode ser vencido após uma caminhada de 2km por trechos íngremes, mas recompensa com a vista que chega alcançar o litoral de Angra dos Reis.

  • Distância de SP -> 241 km
  • Como chegar -> de SP, vá pela Dutra (SP-060) até Guaratinguetá, pegando a saída para a Rodovia Paulo Virgínio (SP-171), que se coliga com a estrada Cunha-Paraty.

  • 2 – São Bento do Sapucaí

Na tríade formada por Santo Antônio do Pinhal e Campos do Jordão, São Bento do Sapucaí seria como a “irmã caçula”. Pequenininha e muito charmosa, a cidadezinha, na divisa com Minas Gerais, está cercada de morros, cobertos por mata nativa e araucárias. Sua maior atração não tem nada de diminuta: o complexo da Pedra Baú. Até o primeiro pico, o Bauzinho, é possível subir de carro e admirar a vista da Mantiqueira.

Já o cume da Pedra Baú exige bom preparo físico – são mais de 600 degraus encravados na terra! O Bairro do Quilombo concentra diversas lojas de artesanato que privilegiam os materiais vindos da terra, como madeira, fibra de bananeira, palha de milho e cerâmicas. O ateliê do Ditinho Joana, que faz esculturas de madeiras que representam cenas do campo, é um verdadeiro ponto turístico.

  • Distância de SP -> 182 km
  • Como chegar -> É o mesmo caminho de Campos do Jordão.

3 – São Francisco Xavier

Na divisa com o sul de Minas, São Francisco Xavier é quase como um esconderijo incrustado nas montanhas da Mantiqueira. Apesar de se situar no município de São José dos Campos, a estrada sinuosa dificulta o acesso. Quem chega, porém, encontra um delicioso clima rural e o sossego das montanhas, servido por pousadas aconchegantes, ateliês e restaurantes especializados em pratos com trutas e shitakes.

Tire o dia para conhecer de perto suas paisagens, como o Mirante da Pedra do Porquinho (há até uma escada para subir no rochedo), com vista 360° graus para a região. As cachoeiras são outros atrativos, como a Pedra do Davi e do Roncador (com uma impressionante queda de 45m).

  • Distância de SP -> 159 km
  • Como chegar -> Pela Ayrton Senna/Carvalho Pinto (SP-070), vá até São José dos Campos. De lá, siga pela Rodovia Monteiro Lobato (SP-050) até Monteiro Lobato e, então, vá para a SP-046.

4 – Penedo

A origem finlandesa deste pequeno vilarejo já é razão suficiente para uma visita. Em Penedo, as referências à cultura nórdica estão por todo lado, sobretudo, na Pequena Finlândia: um conjunto de lojas com prédios de arquitetura enxaimel, que vende chocolates e artesanatos típicos – ali há até a Casa do Papai Noel.

No Museu Eva Hilden é possível conhecer a história dos primeiros imigrantes que chegaram ali em 1929, enquanto no Clube Finlândia, no primeiro sábado do mês, rolam animados bailes de polca.

Nos arredores da vila, é possível visitar algumas cachoeiras, como a da Lontra e a Três Bacias, de quadriciclo ou a cavalo.

  • Distância do RJ -> 176 km
  • Como chegar -> Do Rio, siga pela Dutra no sentido São Paulo. Pegue a saída do km 311, no trevo de Penedo.

5 Visconde de Mauá

Na divisa de Minas com o Rio, esse cantinho da Mantiqueira guarda não uma, mas três vilas charmosas: Visconde de Mauá, Maringá e Maromba. Cercadas por cachoeiras, os visitantes passam os dias em trilhas pela mata que levam até as lindas quedas d’água.

Há aquelas de fácil acesso, como a Santa Clara e a Escorrega, que, como diz o nome, vira um escorregador natural até o poço de banho. Já a trilha de 1,5km do Vale do Alcantilado, em meio à mata e subidas íngremes, reserva no caminho nove cachoeiras. Mas nem só de aventuras na natureza vive a região.

O destino tem também sua faceta romântica, oferecendo várias pousadas com ofurôs na varanda, além de uma alta gastronomia, com vários restaurantes premiados. Impossível sair dali, porém, sem experimentar algumas das especialidades locais: truta e pinhão.

Aproveite a promoção exclusiva para pacotes do feriado de 7 de Setembro aqui na Pousada Villa Acauã:
Massagem para o casal inclusa para quem mandar mensagem agora através do WhatsApp (11) 99500-1506 com a mensagem:

PROMOÇÃO DA INDEPENDÊNCIA

  • Distância do RJ -> 202 km
  • Como chegar -> Vindo do Rio, siga pela Dutra no sentido São Paulo. Entre na saída do km 311, no trevo de Penedo. São mais 30km até Visconde de Mauá